Acessibilidade | A+ A- | Contraste

EMENDAS GARANTEM COMPRA DE VEÍCULOS PARA A SAÚDE

Destinação de recursos feita por vereadores permitiu a aquisição de seis minivans, destinadas ao serviço de transporte sanitário, e mais três ambulâncias, destinadas para atendimento a pacientes acamados

A rede de saúde de Guarujá ganhou nesta semana o reforço de nove veículos que foram comprados com a ajuda de recursos de emendas impositivas, aprovadas por vereadores, junto ao orçamento municipal.
 
Parte da nova frota já está em operação nas ruas da Cidade. São seis minivans, destinadas ao serviço de transporte sanitário, fora do domicílio, e mais três ambulâncias, destinadas para atendimento a pacientes acamados
 
Os recursos são oriundos de emendas dos vereadores Bispo Mauro (R$ 190 mil), Pastor Sargento Marcos (R$ 190 mil), Wanderley Maduro (R$ 100, 4 mil), Toninho Salgado (R$ 90 mil), Luciano Tody (R$ 90 mil), Fernando Peitola (R$ 90 mil), José Nilton Doidão (R$ 90 mil), Sérgio Santa Cruz (R$ 90 mil) e Mário Lúcio da Conceição (R$ 65 mil).
 
MINIVANS
No caso das minivans, o investimento total para a compra foi de R$ 504 mil. Os seis novos veículos vão ampliar a estrutura de atendimento dos serviços de remoção prestados pela Prefeitura, que dispunha, até então, de um único veículo para esta finalidade.
 
“Agora temos uma estrutura de frota municipal, para melhorarmos o atendimento aos nossos pacientes”, afirma a diretora de Regulação e Remoção da Secretaria de Saúde, Patrícia Cordeiro. Ela conta que a remoção municipal faz, em média, duas mil viagens em toda a Baixada Santista, e mais mil no Estado de São Paulo. Só em Guarujá, a cada mês, são mais de 1.600 transportes realizados. 
 
AMBULÂNCIAS
Já no caso das ambulâncias, o investimento total foi de R$ 580 mil. São mais três ambulâncias do tipo A (todas equipadas com macas), e que já estão em operação na Cidade, no atendimento aos pacientes acamados, com dificuldade de locomoção.
 
Esse público, em sua maioria, é formado por pacientes que realizam tratamento de hemodiálise ou de oncologia, ortopedia e radioterapia. Em média, segundo a Prefeitura, a cada três meses, são feitas 1.200 viagens, voltadas a este tipo de atendimento. 
 
Para garantir a compra da frota, além dos valores destinados através das emendas aprovadas pela Câmara Municipal, também houve complemento de recursos, oriundos dos tesouros municipal e estadual.
 
O QUE DIZ A LEI
Desde 2017, a legislação municipal estabelece que cada vereador pode destinar o equivalente a 0,05% do orçamento líquido do Município em medidas que considera prioritárias - mas desde que 50% desse valor seja para a área da saúde. Para o orçamento de 2.020, foram destinados ao setor R$ 6,4 milhões através de emendas.  Em 2019, foram R$ 5,8 milhões.


Publicado em: 19 de maio de 2020

Publicado por: ASSESSORIA